Pular para o conteúdo principal

Superficialidade e Declínio


Segundo o dicionário da língua portuguesa (1), superficialidade é um adjetivo que indica ou que se refere a superfície, que diz respeito a pouca ou nenhuma profundidade. Aplicando o termo ao cotidiano, poderíamos dizer que a superficialidade é o ato ou efeito de se viver uma vida leviana, sem reais propósitos, valorizando aquilo que é sobremaneira supérfluo ou excessivamente inútil. Em outras palavras, seria o descaso aquilo que possui real valor, o que pode levar o indivíduo a inversão de valores, o que é sobremaneira desagradável a qualquer indivíduo pelas conseqüências que produz.

Refletindo sobre o termo em apreço, me veio a memória um registro bíblico que diz: “Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram para si cisternas, cisternas rotas, que não retém as águas.” (2) No texto bíblico citado, Jeremias faz menção da palavra de Deus a ele outorgada ao povo de Israel, que compromissados com a superficialidade religiosa naqueles dias, acabaram por se desviar do Deus verdadeiro, buscando pra si prazeres momentâneos e supérfluos. Ora, se o Deus de Israel era uma fonte de águas vivas, porque cavar cisternas, que além do grande trabalho exigido, ainda não retinha água? A superficialidade da comunhão espiritual leva a inversão de valores!

Vivemos um momento na história da existência humana bastante semelhante a esse período em que Jeremias fora levantado para profetizar. A superficialidade da vida cristã em muitos círculos, apesar de toda demonstração divina de amor, misericórdia, proteção e de todos os recursos que temos a disposição, e de toda liberdade que experimentamos para a edificação pessoal de nossas próprias vidas particularmente, a superficialidade tem se feito notória. Não estamos dispostos a viver e experimentar o evangelho puro e simples. Por outro lado, vivemos em meio a uma sociedade superficial, que progressivamente tem rejeitado os princípios inegociáveis, partindo da superficialidade a superfluidade em aspectos absolutos. Infelizmente, a reviravolta da sociedade tem influenciado a igreja, e causado danos irreparáveis.

Um dos aspectos do cristianismo superficial do nosso século é manifesto através da procura pelo enriquecimento fácil, e para isso, a disposição de todos está a Teologia da Prosperidade (3). Abraçada por muitos movimentos religiosos e sabatinada por muitos lideres e pregadores modernos, postula a vida cristã como um mero meio de se obter riquezas a fim de preencher o ego e os desejos humanos. Por levar seus aspirantes a superficialidade, acaba por inverter os valores – o ter em detrimento do ser – um verdadeiro esforço para se cavar cisternas, que finalmente não seguram as suas próprias águas.

Nos últimos dias testemunhamos o rompimento de um símbolo da Teologia da Prosperidade: o desabamento do teto da segunda maior denominação neopentecostal do país. Embora discorde da posição tomada por alguns de que o ocorrido fora uma atitude de juízo divino, encaro aquele episódio como um sinal de alerta, que serviu também para mostrar a superficialidade do cristianismo barato e descompromissado. Ora, se a Teologia da Prosperidade é de fato uma doutrina bíblica, e se de fato seus postulados são verdadeiros, porque as nove vítimas fatais e os mais de cem feridos não foram poupados dentro do “santuário”?

A superficialidade, como já disse, leva a inversão de valores. Tem se feito notório em países como os EUA e outros que os mentores da tal teologia, defendida também por aqui, figurem entre os principais tropeços do evangelho. Processos abertos com a acusação de crimes contra o sistema financeiro, fraudes, evasão de divisas, negligencia com autos e determinações jurídicas, descumprimento de normas aplicáveis no dia a dia, falsidade ideológica e de documentos vieram a tona com o desastre (4).

A certeza de que esses crimes de fato foram cometidos o tempo dirá, enquanto isso carregaremos o fardo das conseqüências da inversão dos valores de tais cristãos. As duas maldades repugnantes de Israel se manifestam nesses dias também, em solo brasileiro.

Meu sincero desejo é que as vítimas e seus familiares desse “sistema” aliviem-se o mais rápido possível a fim de retornarem a normalidade do cotidiano. Me solidarizo com elas. Entendo que enquanto estivermos por aqui estaremos sujeitos a adversidades, porém nossa força será maior para enfrentá-las se estivermos vivendo a vida cristã em sua profundidade e intensidade.

Jesus disse que aqueles que creem nEle simplesmente “jorrarão águas vivas de seu coração” (5). A única forma de obter água dessa fonte que jorra para a vida eterna é abandonando a superficialidade e abraçar os valores cristãos. Você está disposto?



Notas:

1. Mini Dicionário Aurélio – Editora Positivo
2. Jeremias 2:13
3. Para conhecer os detalhes da Teologia da Prosperidade e as suas conseqüências na igreja, recomendo os livros “Os Fatos sobre o Movimento da Fé” de John Ankerberg e John Weldon (Chamada da Meia Noite) e “Cristianismo em Crise” de Hank Hanegraaff (CPAD) que tratam exaustivamente o assunto.
4. Alguns processos estão em tramitação na justiça, enquanto outros acabaram de ser apresentados, tanto contra esse grupo religioso como contra outros do mesmo segmento. Após investigação das causas do acidente, é provável que outros processos surjam contra a organização. Os líderes da igreja estão sob custódia da Justiça americana até maio por entrarem no país com dinheiro não declarado.
5. João 7:37 e 38

Comentários

  1. Irmão Sidnei! Que texto maravilhoso!
    Infelizmente, as pessoas não desejam mais uma vida reta, humilde e santa na presença do Senhor. Afinal, há lideres pregando que a real motivação para caminharmos ao lado de Deus, está nas bênçãos materiais.
    A Teologia da Properidade, citada por você, é uma das principais barreiras para que o cristão enxerge a verdadeira razão para seguir a Cristo: o amor - Ele nos amou primeiro, e por isso, hoje, nós o amamos.
    Parabéns pelo blog.
    Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Debora,

    mais uma vez seja bem-vinda, e muito gratificante tê-la por aqui. Sem dúvida, vivemos dias em que devemos nos nortear pela palavra de Deus a fim de que de fato caminhemos na luz!

    Muito obrigado pela visita e pelas palavras!

    Que o Senhor a abençôe, sempre!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Postagens mais visitadas deste blog

Ex-genro de David Miranda contará em livro porquê deixou a Igreja Deus é Amor

SERGIO SORA ANUNCIOU EM SEU PERFIL NO FACEBOOK QUE PUBLICARÁ LIVRO  SOBRE SUA SAÍDA DA IGREJA PENTECOSTAL DEUS É AMOR. SEGUNDO ELE, O LIVRO REVELARÁ "COISAS QUE ESTÃO OCULTAS AOS OLHOS DE MUITOS" E  ESTARÁ DISPONÍVEL EM ATÉ SEIS MESES.
Apontado até então como sucessor e herdeiro natural do trono de David Miranda, de seu púlpito blindado no maior templo evangélico da America do Sul no centro de São Paulo, e de mais de 9 mil igrejas o então presbítero Sergio Sora casado com a cantora Leia Miranda (filha mais nova de David Miranda) foi desligado da Igreja Deus é Amor  em 2005 por acusações de exigir a renúncia de David Miranda da presidência da igreja e por tê-lo submetido a cárcere privado e violência. Sora nega as acusações. Nas últimas semanas em sua página no Facebook Sora divulgou a informação de que decidiu publicar em um livro os principais motivos que o levaram a se desligar da igreja há seis anos, presidida por seu ex-sogro e em que por mais de vinte anos ocupou a funçã…

Centro de Cultura e de Artes de São Carlos oferece cursos gratuitos

O Centro Municipal de Arte e Cultura (Cemac) de São Carlos oferece 626 vagas para 23 cursos gratuitos voltados para todas as idades.

As vagas são divididas entre as áreas de teatro, circo, dança, samba rock, dança do ventre, desenho, aquarela, fotografia, percussão, gaita, violão, coro, produção de beats e mandalas.

Ao todo, são 32 turmas nos períodos da manhã, tarde e noite. Entre elas há opções para crianças a partir de 6 anos até adultos com mais de 45.

A programação completa pode ser consultada no site e as inscrições devem ser realizadas no Cemac, na Rua São Paulo, 745, no Centro.

As aulas serão ministradas a partir de 25 de março no Cemac, no Centros de Artes e Esportes Unificados “Emílio Manzano” e em Santa Eudóxia.

O telefone (16) 3419-8997 está disponível, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h, para mais informações.

O Bocado Molhado - o apelo final de Cristo à Judas Iscariotes

Queriote, localidade de Moabe (Jr 48.24), a pouco mais de vinte e dois quilômetros ao sul de Hebrom, e a vinte e cinco quilô­metros a oeste do mar Morto, era uma cidade como outra qual­quer, não fosse a referência a um de seus filhos — Judas Iscariotes, no hebraico Ish-Querioth, "Homem de Queriote". Escolhido para o colégio apostólico, Judas tinha nas mãos as mais inacreditáveis oportunidades; afinal de contas, Jesus o havia escolhido para um elevado ofício: cuidar das finanças do grupo apostólico. Certamen­te possuía características que justificassem sua escolha. 
Seguindo as pegadas de Judas durante o ministério público de Jesus, podemos delinear o perfil deste, que será lembrado por toda a história como o "traidor". Suas atitudes gananciosas revelam profundas feridas, veias maléficas que o acompa­nharam durante toda a vida. Judas era o único dos discípulos de Jesus que não provinha da Galiléia; era de Queriote, Judéia. Os habitantes da Judéia desprezavam os nat…