Pular para o conteúdo principal

Os sete fatores que impedem a igreja de anunciar Cristo entre as nações – Por Oswald Smith



1 – Nacionalismo
O nacionalismo se manifesta quase em todos os países e está dificultando crescentemente a obra missionária. O seu lema é: a África para os africanos, a Índia para os indianos, a China para os chineses etc. Ou seja, os religi­osos entendem que só eles, os nacionais, é que têm o direito de evangelizar seu próprio país. Esses países e outros levariam séculos para que a igreja local falasse de Jesus aos homens.

2 – As falsas religiões

São como arquiinimigos do Evangelho. É crescente o número de seitas e heresias e têm se multiplicado assus­tadoramente nos últimos tempos em todas as nações.

3 – As muitas portas fechadas

Muitas vezes nos prendemos a portas fechadas, esque­cendo-nos das portas que estão abertas e que por nós são ignoradas.

4 – Número insuficiente de missionários atuantes

Se contássemos com o número suficiente de obreiros qualificados, a tarefa poderia ser completada. Mas, sem­pre temos sofrido a escassez da mão de obra. Nosso Se­nhor reconheceu a realidade desse problema. Mt.9.37,38

5 – Ênfase demasiada em obras sociais
É uma obra de valor relevante, pois é bíblica e grandemente necessária, mas, a evangelização continua sendo a prioridade da igreja.

6 – As barreiras culturais
Transpor uma barreira transcultural não é nada fácil, envolve viver em lugar distante com costumes diferen­tes, alimentação, filosofia e crenças diferentes. Porém, a principal barreira é o idioma, muitos missionários de­sistem logo nos primeiros anos, por não poderem comu­nicar-se facilmente com as pessoas a quem desejam apresentar o Evangelho.

7 – Não estamos convencidos de que cada vida sem Cristo está perdida
Ficamos indiferentes com as almas perdidas, e deixa­mos as almas na ignorância da verdade. Porém, o que a Bíblia nos ensina é que, sem Cristo, os homens estão perdidos, e que a sua única esperança de salvação está no Evangelho.
Oswald Smith, canadense, é considerado um dos maiores estrategistas de missões. Smith tinha consciência de que os fatores acima citados configuravam-se como um verdadeiro confronto ao “ide a todas as nações”, porém tinha convicção da urgência, importância e da capacitação divina para o cumprimento do chamamento missionário de cada cristão.


Cristo, aquele quem chama, capacita e envia seus embaixadores, prometeu em sua palavra que “as portas do inferno” não prevaleceriam contra a igreja, e hoje podemos celebrar a vitória pelo fato de Ele estar conosco todos os dias até a consumação da nossa missão evangelizadora em todo o mundo.

Comentários

  1. Olá Sidnei!

    Vi o link do seu blog em uma comunidade do orkut. Resolvi parar por alguns minutos para ler ... que bom!

    Já estou te seguindo!

    Aproveito a oportunidade para aprensentar o meu blog:

    http://consideracoesacercadavida.blogspot.com/

    A Paz!

    ResponderExcluir
  2. Graça e paz !

    Te achei pelo meu amigo e bispo Hermes.

    Parabéns pelo blog, muito edificante.
    Estou te seguindo .

    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SERÃO POSTADOS!

Postagens mais visitadas deste blog

Ex-genro de David Miranda contará em livro porquê deixou a Igreja Deus é Amor

SERGIO SORA ANUNCIOU EM SEU PERFIL NO FACEBOOK QUE PUBLICARÁ LIVRO  SOBRE SUA SAÍDA DA IGREJA PENTECOSTAL DEUS É AMOR. SEGUNDO ELE, O LIVRO REVELARÁ "COISAS QUE ESTÃO OCULTAS AOS OLHOS DE MUITOS" E  ESTARÁ DISPONÍVEL EM ATÉ SEIS MESES.
Apontado até então como sucessor e herdeiro natural do trono de David Miranda, de seu púlpito blindado no maior templo evangélico da America do Sul no centro de São Paulo, e de mais de 9 mil igrejas o então presbítero Sergio Sora casado com a cantora Leia Miranda (filha mais nova de David Miranda) foi desligado da Igreja Deus é Amor  em 2005 por acusações de exigir a renúncia de David Miranda da presidência da igreja e por tê-lo submetido a cárcere privado e violência. Sora nega as acusações. Nas últimas semanas em sua página no Facebook Sora divulgou a informação de que decidiu publicar em um livro os principais motivos que o levaram a se desligar da igreja há seis anos, presidida por seu ex-sogro e em que por mais de vinte anos ocupou a funçã…

O Bocado Molhado - o apelo final de Cristo à Judas Iscariotes

Queriote, localidade de Moabe (Jr 48.24), a pouco mais de vinte e dois quilômetros ao sul de Hebrom, e a vinte e cinco quilô­metros a oeste do mar Morto, era uma cidade como outra qual­quer, não fosse a referência a um de seus filhos — Judas Iscariotes, no hebraico Ish-Querioth, "Homem de Queriote". Escolhido para o colégio apostólico, Judas tinha nas mãos as mais inacreditáveis oportunidades; afinal de contas, Jesus o havia escolhido para um elevado ofício: cuidar das finanças do grupo apostólico. Certamen­te possuía características que justificassem sua escolha. 
Seguindo as pegadas de Judas durante o ministério público de Jesus, podemos delinear o perfil deste, que será lembrado por toda a história como o "traidor". Suas atitudes gananciosas revelam profundas feridas, veias maléficas que o acompa­nharam durante toda a vida. Judas era o único dos discípulos de Jesus que não provinha da Galiléia; era de Queriote, Judéia. Os habitantes da Judéia desprezavam os nat…

Centro de Cultura e de Artes de São Carlos oferece cursos gratuitos

O Centro Municipal de Arte e Cultura (Cemac) de São Carlos oferece 626 vagas para 23 cursos gratuitos voltados para todas as idades.

As vagas são divididas entre as áreas de teatro, circo, dança, samba rock, dança do ventre, desenho, aquarela, fotografia, percussão, gaita, violão, coro, produção de beats e mandalas.

Ao todo, são 32 turmas nos períodos da manhã, tarde e noite. Entre elas há opções para crianças a partir de 6 anos até adultos com mais de 45.

A programação completa pode ser consultada no site e as inscrições devem ser realizadas no Cemac, na Rua São Paulo, 745, no Centro.

As aulas serão ministradas a partir de 25 de março no Cemac, no Centros de Artes e Esportes Unificados “Emílio Manzano” e em Santa Eudóxia.

O telefone (16) 3419-8997 está disponível, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h, para mais informações.