Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Satanismo e rituais macabros no Haiti

Conhecido como vodu, a prática satânica da utilização de bonecos, agulhas e a apresentação de animais mortos como sacrifício a entidades espirituais para se alcançar benefícios era muito comum na vida dos haitianos, e esteve muito presente no dia a dia de personalidades políticas daquele país. Ainda hoje acredita-se que exista uma grande legião de seguidores e praticantes das mais diversas variações de satanismo na ilha, cuja capital foi devastada há 20 dias pelo maior terremoto de sua história.

Vitimada pelos mais diversos problemas de ordem política, social e humanitária, o Haiti despontava já antes do terremoto como a nação mais pobre das Américas, condição que foi apontada por muitos como conseqüência da abertura da ilha a rituais macabros e satânicos que fizeram parte de sua história desde sua ocupação pelos franceses, o que agrava ainda mais agora depois do terremoto de 6 graus de magnitude.

Bob Larson, renomado escritor e pesquisador de seitas, ocultismo e satanismo nos dá inform…

O Polêmico Projeto de “Direitos Humanos” de Lula [2]

No dia 13 de janeiro publiquei por aqui um texto de autoria do blogueiro Júlio Severo, publicado em seu blog com o título “Direitos Humanos”. Trata-se de uma reflexão sobre o mais polêmico projeto já apresentado pelo governo Lula em seus 7 anos de governo, e que embora se apresente sob pretexto de defender os direitos humanos no país nada tem de direito nem de humano. Por tratar-se de um texto muito bem elaborado e de compartilhar as idéias de Severo expressas na matéria, reolvi publicá-la citando a fonte. No texto, Severo critica diversos pontos do documento, entre eles o cerceamento da liberdade de expressão. Assim que foi publicado por aqui, o texto rendeu comentários que levantaram a temperatura do debate por aqui, os quais resolvi publicar nessa postagem com minhas respostas aos comentaristas que por aqui passaram e deixaram sua “participação”. Confira abaixo:

Comentário e questionamento de JOCAX:

Decreto sobre Direitos Humanos do Governo Federal,Um desabafo. A imprensa e a midia e…

"Contra as astutas ciladas do diabo"

Amados irmãos, apresentamos aqui uma entrevista realizada com Leo Montenegro, autor do livro Crimes Satânicos. O livro, além de denunciar o rapto organizado de pessoas com objetivo serem sacrificadas em rituais de magia negra dentro e fora do Brasil, apresenta casos que vêm acontecendo em todo o mundo. Acompanhe as revelações do autor, que no momento já prepara mais um volume sobre o tema. A entrevista foi realizada pela irmã Wilma Rejane para a UBE - União de Blogueiros Evangélicos.


1 - De que forma surgiu a idéia do livro Crimes Satânicos?

Na verdade foi através de uma noticia sobre um desses crimes onde uma mãe sacrificou seu próprio filho de menos de 3 anos em um ritual de magia negra. Essa noticia trazia fotos da cena do crime e confesso que isso me abalou e me fez perguntar de onde vinha maldade tal a ponto de uma mãe matar e esquartejar o corpo do próprio filho.
Então comecei a pesquisar sobre o assunto e descobri que mesmo a mídia não divulgando, esses crimes acontecem a todo o …

Faça a diferença em 2010!

Seja bem-vindo ao meu primeiro post de 2010! Para começar bem, quero encorajá-lo a fazer a diferença em 2010!


Cada dia que vivemos é uma ocasião especial. Cada dia que passa, digo para mim mesmo, que este é um dia muito especial. Cada dia, cada hora, cada minuto que passa é especial. Portanto, vamos ler mais e dedicar menos tempo na limpeza da casa. Sentar na varanda e admirar a paisagem, sem precisar reparar se tem ou não ervas daninhas no jardim. Passar mais tempo em companhia da minha família e dos meus amigos, e bem menos tempo trabalhando para os outros ou executando tarefas fúteis.


Dei-me conta que a vida é um conjunto de experiências para serem apreciadas e não sobrevividas. As frases “um dia...” e “um dia destes...”, estão desaparecendo do meu vocabulário. Vamos fazer tudo que temos vontade, hoje...


Agora procuro não retardar, esquecer ou conservar nada mais que poderia acrescentar sorrisos de felicidade e alegria à minha vida. Assim, agora já não guardo quase nada. Visto roupas …