Pular para o conteúdo principal

Quatro anos de uma coletânea de ideias, pensamentos e reflexões



No último dia sete (07/12) o blog Sidnei Moura  completou quatro anos na blogosfera, e definitivamente transformou-se na minha  principal coletânea de ideias, pensamentos e reflexões sobre os mais variados temas como religião, sociedade, política, artes e outros. Estou muito feliz em poder comemorar milhares de visitas, “fidelização” de leitores e seguidores e centenas de interações via comentários, mensagens e compartilhamento de meus links e principalmente por ter tido oportunidades diversas de colaborar na reflexão, conhecimento e informação dos milhares de leitores que alcancei de forma simples, objetiva, mas acima de tudo comprometida.

Transformei este espaço em  coletânea de ideias, pensamentos e reflexões por acreditar no poder e na força da internet como meio de comunicação eficaz, mas principalmente por acreditar que apesar da simplicidade de seus conteúdos  a objetividade de minhas expressões aliadas a importância dos temas apresentados tornaram-se úteis para informar, transmitir conhecimento e levar o leitor a refletir sobre temas diversos. Apesar de todo esse engajamento ser uma das minhas prioridades, não tenho a intenção de escrever para agradar a todos – a blogosfera tornou-se um dos mais importantes espaços de democratização de conteúdos dentro das sociedades de manifestação livre da expressão do pensamento e mesmo dentro das sociedades totalitárias, e por essa razão lhe é própria a caracterização de abertura de espaço para quem pensa diferente – aqui essa liberdade foi e sempre será respeitada.

Foram quatro anos de muitas realizações. Dentre elas posso destacar algumas: Quem não se lembra do imbróglio CPAD-Dake? Por incrível que pareça tudo começou exatamente aqui neste espaço produzido e  editado por mim - um blogueiro anônimo, e acabou ganhando repercussão em toda blogosfera protestante no país levando diversos leitores a refletir sobre o conteúdo de obras teológicas incipientes. Posso ainda destacar uma das últimas postagens: uma matéria sobre um projeto biográfico do protagonista de uma das maiores divisões de uma das  maiores igrejas pentecostais do país. Mas esse blog não vive apenas de “furos”: a esclarecedora matéria sobre rituais macabros no Haiti (cuja licença de reprodução em um livro de um renomado jornalista brasileiro me foi solicitada e prontamente atendida)  e a matéria sobre discussão da temática homoafetiva em redes sociais e na mídia pelos militantes dos movimentos GLBTs alcançaram destaque, além de outros textos fortemente esclarecedores  assinados por articulistas e colunistas de outros periódicos de renome sobre diversos temas com os quais estabeleci uma relação de concordância, como o objetivo mas primoroso texto do juiz federal William Douglas sobre a discussão do PLC 122 e as reflexões de Júlio Severo sobre o PNDH 3 assinado por Lula.

Nesses quatro anos também tenho desculpas a pedir. Em 2008 reproduzi por aqui um texto publicado pelo site Mídia sem Mascara que tratava sobre o casamento de palestinos ligados ao “partido” terrorista Hamas com crianças menores de dez anos. Embora esse costume seja uma realidade na maioria dos países árabes e muçulmanos (quem leu A Infiel sabe do que estou falando) o autor do texto equivocou-se ao produzir uma matéria com base em fotos, e não fatos. Ao tomar conhecimento do equivoco o site MSM retratou-se em sua página oficial, e eu fiz o mesmo. Meses depois optei por excluir a matéria deste blog, mesmo estando ela entre as mais lidas e comentadas. Infelizmente nem sempre se acerta em tudo, e quando eu reconhecer que errei não terei vergonha em me retratar pois tenho compromisso com a verdade. E é este compromisso que me impulsiona a continuar.

Nos próximos meses começarei a me preparar para as comemorações do 5º ano, e iniciarei campanhas de produção e reprodução de conteúdos com a finalidade de promover a reflexão sobre temas de interesse geral, e convido-o (a) a continuar comigo: leia, interaja, divulgue e participe deste espaço.Agradeço a você que esteve comigo nestes quatro anos, aos leitores, seguidores, parceiros e amigos. Espero continuar por muitos e muitos anos em sua companhia.



Sobre a nova aparência do blog: Neste quarto ano a logomarca do blog Sidnei Moura foi radicalmente modificada para uma esfera com as iniciais do nome no centro, e as cores predominantes do blog são verde e/ou vermelho. O brasão do blog traz em seu centro o desenho da araucária – uma espécie de pinheiro muito comum na região central do estado de São Paulo. Ela foi adotada como símbolo de São Carlos, cidade onde nasci, resido e amo, e é retratada também na bandeira da cidade. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ex-genro de David Miranda contará em livro porquê deixou a Igreja Deus é Amor

SERGIO SORA ANUNCIOU EM SEU PERFIL NO FACEBOOK QUE PUBLICARÁ LIVRO  SOBRE SUA SAÍDA DA IGREJA PENTECOSTAL DEUS É AMOR. SEGUNDO ELE, O LIVRO REVELARÁ "COISAS QUE ESTÃO OCULTAS AOS OLHOS DE MUITOS" E  ESTARÁ DISPONÍVEL EM ATÉ SEIS MESES.
Apontado até então como sucessor e herdeiro natural do trono de David Miranda, de seu púlpito blindado no maior templo evangélico da America do Sul no centro de São Paulo, e de mais de 9 mil igrejas o então presbítero Sergio Sora casado com a cantora Leia Miranda (filha mais nova de David Miranda) foi desligado da Igreja Deus é Amor  em 2005 por acusações de exigir a renúncia de David Miranda da presidência da igreja e por tê-lo submetido a cárcere privado e violência. Sora nega as acusações. Nas últimas semanas em sua página no Facebook Sora divulgou a informação de que decidiu publicar em um livro os principais motivos que o levaram a se desligar da igreja há seis anos, presidida por seu ex-sogro e em que por mais de vinte anos ocupou a funçã…

O Bocado Molhado - o apelo final de Cristo à Judas Iscariotes

Queriote, localidade de Moabe (Jr 48.24), a pouco mais de vinte e dois quilômetros ao sul de Hebrom, e a vinte e cinco quilô­metros a oeste do mar Morto, era uma cidade como outra qual­quer, não fosse a referência a um de seus filhos — Judas Iscariotes, no hebraico Ish-Querioth, "Homem de Queriote". Escolhido para o colégio apostólico, Judas tinha nas mãos as mais inacreditáveis oportunidades; afinal de contas, Jesus o havia escolhido para um elevado ofício: cuidar das finanças do grupo apostólico. Certamen­te possuía características que justificassem sua escolha. 
Seguindo as pegadas de Judas durante o ministério público de Jesus, podemos delinear o perfil deste, que será lembrado por toda a história como o "traidor". Suas atitudes gananciosas revelam profundas feridas, veias maléficas que o acompa­nharam durante toda a vida. Judas era o único dos discípulos de Jesus que não provinha da Galiléia; era de Queriote, Judéia. Os habitantes da Judéia desprezavam os nat…

Anatomia da Divisão : Os ex-obreiros da Igreja Deus é Amor, as divisões e a fundação de novas igrejas (Parte 1)

Sidnei Moura

De acordo com os resultados do Censo 2010 divulgados pelo IBGE, a Igreja Pentecostal Deus é Amor, fundada pelo autodenominado missionário David Martins Miranda, chegou ao seu Jubileu de ouro apresentando uma significativa retração no número de fieis. Se comparada a outras denominações que fizeram do discurso milagreiro seu carro-chefe, a IPDA foi a única a apresentar diminuição no número de congregados, diferente de outras denominações como a Igreja Universal do Reino de Deus, a Igreja Internacional da Graça de Deus, a Igreja Renascer em Cristo e a mais recente denominação milagreira – a Igreja Mundial do Poder de Deus, que ao contrário, aumentaram seu número de filiais, de congregados e de efetiva exposição nos meios de comunicação de massa.
Conhecida pela valorização exacerbada dos usos e costumes como doutrina primaz, e de sua ênfase em milagres (que lhe rendeu fama e crescimento vertiginoso nos anos 80 e 90 devido às concorridas concentrações de milagres realizadas no…