Pular para o conteúdo principal

'Abacaxi' do governo petista, Pasadena é vendida pela Petrobras


Por Renata Barreto

Hoje saiu a notícia que a Petrobras vendeu a refinaria de Pasadena por US$562 milhões para a Chevron. Parece muito, não é? Mas foi a operação de maior prejuízo da história da companhia.

Em 2006, quando Dilma era ministra da Casa Civil e Presidente do Conselho da Petrobras, 50% da refinaria foi comprada por US$360 milhões, sendo que um ano antes a Astra Oil havia pago apenas US$42 milhões. Por um problema da Petrobras com a antiga dona, uma "cláusula de put option" contida no contrato assinado obrigou a Petrobras a comprar a refinaria inteira e, pior ainda, havia previsibilidade de rentabilidade anual garantida de 6,9% ao ano para a Astra (cláusula marlim), como compensação ao investimento necessário. Dilma ordenou a interrupção desse pagamento, que levou a uma disputa judicial. No total, essa operação de compra saiu por US$788 milhões e, após acordo na justiça com a Astra Oil, pagou mais US$821 milhões. Uma refinaria que em 2005 foi comprada por US$42 milhões, acabou custando nada menos que US$1,8 bilhão.

Na época do negócio, Nestor Cerveró (hoje preso), foi retirado do posto de diretor da área internacional da companhia, mas não foi punido. Pelo contrário, ganhou o cargo de diretor financeiro da BR Distribuidora. Em 2014 ele se tornaria uma das figuras-chave da operação Lava Jato. Dilma Rousseff, por sua vez, alegou que o Conselho da Petrobras se baseou num parecer técnico falho que não mencionava a cláusula de put nem a cláusula marlim, ou seja, admitiu que assinou a compra sem ao menos ler o contrato inteiro.

Em 2017, o MPF denunciou 11 pessoas por corrupção e lavagem de dinheiro na compra da refinaria, revelando pagamentos de US$17 milhões em propinas a ex-funcionários da Petrobras e ao Senador petista Delcídio do Amaral. Em 2018 a CVM incluiu Dilma e Palocci (que também era do Conselho) no processo que apura a compra da refinaria.

Corrupção e má-gestão foram as marcas do PT em quase 14 anos de governo. Os zumbis agora falam em "entreguismo", como se ter adquirido esse abacaxi tivesse sido bom para a companhia ou para o país.

Aos poucos nos livraremos da herança petista. Mas vai demorar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ex-genro de David Miranda contará em livro porquê deixou a Igreja Deus é Amor

SERGIO SORA ANUNCIOU EM SEU PERFIL NO FACEBOOK QUE PUBLICARÁ LIVRO  SOBRE SUA SAÍDA DA IGREJA PENTECOSTAL DEUS É AMOR. SEGUNDO ELE, O LIVRO REVELARÁ "COISAS QUE ESTÃO OCULTAS AOS OLHOS DE MUITOS" E  ESTARÁ DISPONÍVEL EM ATÉ SEIS MESES. Sergio Sora em sua igreja no RJ Apontado até então como sucessor e herdeiro natural do trono de David Miranda, de seu púlpito blindado no maior templo evangélico da America do Sul no centro de São Paulo, e de mais de 9 mil igrejas o então presbítero Sergio Sora casado com a cantora Leia Miranda (filha mais nova de David Miranda) foi desligado da Igreja Deus é Amor  em 2005 por acusações de exigir a renúncia de David Miranda da presidência da igreja e por tê-lo submetido a cárcere privado e violência. Sora nega as acusações. Nas últimas semanas em sua página no Facebook Sora divulgou a informação de que decidiu publicar em um livro os principais motivos que o levaram a se desligar da igreja há seis anos, presidida por seu ex-sogro e

Igreja Deus é Amor proíbe “retetés” e outras práticas não ortodoxas em seus cultos

Fundada em 1962, a igreja Pentecostal Deus é Amor do Missionário David Miranda é hoje uma das maiores denominações evangélicas do país. Oriunda dos movimentos de cura divina da segunda safra do pentecostalismo brasileiro, a igreja Deus é amor chega ao limiar de seu jubileu de ouro mantendo as características que a tornaram conhecida: seu modelo de liderança centralizado em uma única pessoa (seu fundador e presidente vitalício); a extrema valorização dos usos e costumes (cujas proibições se estendem a todas as áreas da vida de seus fieis, incluindo a proibição de visitar ou participar de eventos em outras denominações); o forte uso do rádio como instrumento midiático de suporte as atividades desenvolvidas pela igreja (“império” este que agora ameaça ruir diante de recorrentes escândalos envolvendo “laranjas” e novas políticas de concessão de serviços de radiodifusão do governo federal) e a falta de compromisso com o ensino bíblico e teológico formal e sistemático, o que a difere da

Resultado final da eleição do Conselho Tutelar é publicado no Diário Oficial

Foi publicado no Diário Oficial do município de São Carlos no dia 22 de outubro o resultado final da eleição para o Conselho Tutelar. Como já era do conhecimento de todos vocês, fui eleito com 209 votos, e aguardava muito por esse momento para comemorar e agradecer o apoio e cada um dos 209 votos que recebi em todas as regiões da nossa cidade. Os próximos passos serão a homologação da eleição pelo Ministério Público, formação dos conselheiros eleitos em um treinamento de capacitação e a cerimônia de posse no dia 10 de janeiro de 2020.